Pular para o conteúdo principal

“Guerra Santa” não é mesmo um termo Islâmico? - Stephen M. Kirby

“Guerra Santa” não é mesmo um termo Islâmico? – Stephen M. Kirby
     14 de JULho de 2017
O uso do termo “Jihad” pela ativista muçulmana norte-americana Linda Sarsour na recente convenção da Sociedade Islâmica da América do Norte (ISNA) causou contrariedade em muitos não muçulmanos, alegando que Sarsour estava convocando uma “guerra santa” contra a administração Trump.

Muitos muçulmanos imediatamente responderam declarando que os não muçulmanos entendem mal a palavra “Jihad”. Um muçulmano, o Imam Kifah Mustapha ElMera’bi (sic), foi além. Ele recentemente escreveu isto sobre o uso da palavra Jihad por Linda Sarsour:
“Devido aos ataques verbais contra Linda Sarsour por islamofóbicos e declarações de muçulmanos preocupados de que ela deveria ter usado um termo diferente de Jihad, eu declaro isto: Jihad não é ‘Guerra Santa’. ‘Guerra Santa’ não é um termo islâmico”...
O Imam ElMera’bi é um daqueles imans da Mesquita Foundation, localizada em Bridgeview, Illinois. A Mesquita Foundation ambiciona ser a líder nos Estados Unidos na provisão de orientação e serviços para a comunidade.
Com essa grandiosa ambição em mente, alguém pode pensar que o Imam ElMera’bi deve estar certo ao declarar que Jihad não significa “Guerra Santa” e que “Guerra Santa” não é um termo islâmico.
Mas, se isso é de fato verdade, então o desentendimento da palavra Jihad é avassalador na comunidade muçulmana, e.g.:
1.    Jihad: Esforço, guerra santa. (Dictionary of Islamic Words & Expressions, Darussalam publishers in Saudi Arabia.)
2.    …a mais antiga (e por isso fundamental) referência Corânica para a questão da Jihad, ou guerra santa… (The Message of the Qur’an, n. 167, p. 51. Tradução do Corão patrocinada pelo Conselho de Relações Islâmicas nas Américas (CAIR)
3.    …ele foi capturado na jihad – que é uma guerra santa… (The Message of the Qur’an, n. 72, p. 284.)
4.    …uma mulher capturada numa “guerra santa” (Jihad)… (The Message of the Qur’an, n. 58, p. 727.)
5.    E Ele (Allah) disse que a Jihad (guerra santa muçulmana) é comandada a vocês (Muçulmanos)… (Sheikh ‘Abdullah bin Muhammad bin Humaid, “The Call to Jihad (Fighting For Allah’s Cause) in the Qur’an,” Interpretation of the Meanings of The Noble Qur’an (Riyadh, Kingdom of Saudi Arabia: Maktaba Dar-us-Salam, 1994), p. 1046.)
6.    …o Profeta mesmo assim disse a seus companheiros que eles haviam saído de uma guerra santa menor para uma maior guerra santa, a maior Jihad é a batalha interior… (Seyyed Hossein Nasr, The Spiritual Significance of Jihad)
7.    A guerra santa (jihad) é uma obrigação coletiva… (The Mainstay Concerning Jurisprudence (Al-Umda fi ‘l-Fiqh), in a chapter titled “The Book of the Holy War (Kitab al-Jihad), p. 313.)
8.    “Guerra Santa.” veja Jihad. (Subject Index to Reliance of the Traveller (‘Umdat al-Salik), A Classic Manual of Islamic Sacred Law, p. 1162.)
Talvez o Imam ElMera’bi deve entrar em contato com o pessoal da CAIR e com os autores e editores dessas publicações e os faça saber que eles estão disseminando um entendimento não islâmico da palavra Jihad. Tenho certeza que uma viagem para a Arábia Saudita para visitar o pessoal da Editora Darussalam seria muito produtiva para esclarecimento do Imam.

                                                                Stephen M. Kirby
                            -o-o-o-o-o-o-o-
O original em inglês pode ser acessado neste link:

Twitter: @spacelad43  Contato: spacelad43@gmail.com